terça-feira, março 16, 2010

CARTA DE APOIO AO REV. ROBERTO BRASILEIRO

Pastores e presbíteros de diversas regiões do Brasil têm assinado eletrônicamente, uma carta de apoio a candidatura do Rev. Roberto Brasileiro, visando a sua reeleição à presidência do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil. Como fui convidado por e-mail para assinar essa carta, e o fiz, decidi publicá-la em meu blog.



Caso alguém  deseje acessar o blog de apoio ao Rev. Roberto Brasileiro, o endereço é: http://apoioaorobertobrasileiro.blogspot.com/.
Sem mais delongas, veja a carta e o grupo de pastores que apoiam a sua candidatura:

Apoio ao Rev. Roberto Brasileiro


quinta-feira, 11 de março de 2010

CARTA DE APOIO AO REV. ROBERTO BRASILEIRO

Estimados irmãos, pastores e presbíteros da Igreja Presbiteriana do Brasil.

Saudações fraternas.

É com profunda gratidão a Deus e temor no coração que nós, pastores e presbíteros da IPB, escrevemos esta Carta de apoio ao Rev. Roberto Brasileiro, cuja candidatura à Presidência do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil já foi referendada por inúmeras indicações em documentos enviados à Comissão Executiva da IPB.

As razões que motivam esta Carta são muitas. Entre elas gostaríamos de destacar as seguintes ações e atitudes do Rev. Roberto Brasileiro durante os seus dois mandatos como presidente do SC-IPB.
1 – O crescimento das relações internacionais da nossa denominação com igrejas que são a verdadeira família Reformada ao redor do mundo, após a acertada decisão do Supremo Concílio de desafiliar-se de qualquer organismo internacional dito de fé reformada, mas que milita, ou abriga quem milita contra princípios desta mesma fé. Lembramos que a fidelidade ao Senhor Jesus e à sua Palavra estão acima de laços históricos e da tradição. A família do Senhor, como Ele mesmo declarou certa feita aos Seus discípulos, é composta daqueles que o obedecem:

Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? E, estendendo a mão para os discípulos, disse: Eis minha mãe e meus irmãos. Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai celeste, esse é meu irmão, irmã e mãe” (Mateus 12:48-50).

A visão não sectária do Rev. Roberto encaminhou os órgãos da nossa Igreja na busca e manutenção de convênios, relações, acordos e entendimentos com igrejas e instituições reformadas ao redor do mundo, como Holanda, Estados Unidos, Angola, Moçambique, Irlanda e Líbano. Entre elas, mencionamos a Fraternidade Reformada Mundial, que exige que as denominações, instituições e indivíduos afiliados subscrevam os símbolos de fé reformados e declarem que recebem a Bíblia como a infalível e inerrante Palavra de Deus. A presidência do Rev. Roberto permitirá que a IPB continue na busca da comunhão internacional com a verdadeira família Reformada.

2 – A maneira sábia e justa com que o Rev. Roberto Brasileiro conduziu a administração da nossa denominação, como moderador sempre presente e ativo nas reuniões da denominação e de suas autarquias, procurando evitar que houvesse indicações políticas a cargos remunerados ou benefícios indevidos a quaisquer pessoas. Como resultado, durante seus dois mandatos percebeu-se claramente o aumento da eficiência dos órgãos internos da IPB, bem como de suas autarquias e instituições. Com as pessoas certas nos lugares certos, instituições da IPB atingiram grande crescimento, como a Universidade Presbiteriana Mackenzie, que alcançou o segundo lugar entre as melhores universidades particulares de São Paulo e a quinta colocação entre as melhores do Brasil, atingindo um número recorde de alunos (45 mil), e onde se observou significativo progresso em sua confessionalidade.

3 – A maneira pastoral como o Rev. Roberto Brasileiro orientou as grandes questões polêmicas da nossa Igreja. Um exemplo é a questão maçônica, com a qual a IPB lutou durante anos até finalmente encontrar uma solução pastoral, que reflete a vontade da esmagadora maioria da IPB e de seus representantes. Como presidente, o Rev. Roberto respeitou e acatou esta vontade, a qual vem sendo refletida em todos os concílios em que a matéria foi tratada. Como presidente, ele pastoreou ambos os lados da questão, mantendo a decisão do Supremo Concílio, a qual, respeitando a consciência de cada pessoa, afirmou ser irreconciliável a profissão de fé Reformada e a adesão a sociedades secretas. Cremos que sob a presidência do Rev. Roberto este longo capítulo da história da nossa denominação será finalmente encerrado, com a manutenção da vontade clara e soberana do Supremo Concílio.
4 – O Supremo Concílio, após exame acurado dos documentos constitucionais da nossa denominação, chegou à acertada conclusão de que não existia uma “mesa” da Comissão Executiva que governasse a IPB por decisões tomadas nos interregnos das reuniões do SC-IPB e de sua CE. Acatando esta decisão, o Rev. Roberto Brasileiro cumpriu de maneira eficiente seu mandato como presidente, moderando e conduzindo os rumos da denominação. Esta atitude permitiu que o governo da denominação retornasse ao seu legítimo lugar, ou seja, aos concílios da IPB. O crescimento da IPB em todos os sentidos – financeiro, numérico, missionário, evangelístico, espiritual, e tudo no vínculo da paz – demonstra de maneira inequívoca o acerto da decisão do Supremo Concílio e a humildade do Rev. Roberto em acatar esta decisão e servir a Igreja nos termos em que ela determinou. Ao escrevermos esta carta, manifestamos nosso desejo de que a IPB continue a ser administrada de conformidade com sua CI.
5 – Como pastor e pregador da Palavra de Deus, o Rev. Roberto visitou nossas igrejas, grandes e pequenas, em todo o território nacional, ensinando as Escrituras com fidelidade, sem torcê-las para defender uma agenda política, e sem usá-las para avançar causas próprias. Este exemplo tem servido para inspirar a muitos pastores a serem fiéis à Palavra de Deus.

Irmãos, rendamos muitas graças a Deus pelas suas bênçãos derramadas até o presente sobre nossa denominação, o que não seria possível caso reinasse entre nós um espírito farisaico sectarista e a venda de cargos e a falta de ética. Supliquemos ao nosso Deus que nos livre das calúnias e falsas acusações, que certamente atrairão seu juízo sobre nós, e que nos conceda sempre a humildade e a sabedoria de vivermos somente para a Sua glória.

Subscrevemo-nos, mui fraternalmente, em Jesus Cristo nosso Salvador.

----------------------------

As assinaturas de apoio a este documento são coletadas eletronicamente de oficiais da Igreja Presbiteriana do Brasil. Para apoiar e subscrever escreva para apoio.presidente@gmail.com , indicando o seu nome completo e a igreja local ou presbitério do qual é oficial.

---------------------------

Postado por apoio.presidente às 12:33

Assinaturas de Apoio

Os seguintes oficiais da IPB apoiam o documento acima (nomes serão acrescentados na medida em que forem sendo recebidos e verificados):

José Hintze, Pb.

Eudes Oaks, Rev.

Carlos Alberto Santiago, Rev.

Jaeder Rodrigues, Pb.

Sérgio Lima, Rev.

Solano Portela, Pb.

Raimundo Monteiro Montenegro Neto, Rev.

Augustus Nicodemus Gomes Lopes, Rev.

Laércio Rios Guimarães, Rev.

Davi Miguel Manço, Rev.

Clodoaldo Furlan, Pb.

Fernando Almeida, Rev.

Leandro Antonio Lima, Rev.

Sergio Luiz Martins, Pb

Claudio Souza da Mota, Rev.

Luiz Carlos Pacheco, Pb.

Valdnei Alves de Oliveira, Pb.

Marcos Martins Dias, Rev.

Gilson Moreira, Rev.

Mauro Fernando Meister, Rev.

Alfredo Ferreira de Souza, Rev.

Jedeias de Almeida Duarte, Rev.

Waldiney Cândido de Paiva, Rev.

Geraldo Silveira Filho , Rev.

Romulo Vieira de Assis, Rev

Walter Manço Filho, Pb..

Davi Charles Gomes, Rev.

Marcone Bezerra Carvalho, Rev.

Wadislau Martins Gomes, Rev.

Wellington Dias Silva, Rev.

Carlos Alberto de Carvalho Garcia, Rev.

Josué da Silva, Pb.

Antonio, Coine, Rev.

Ricardo Salem Izacc, Rev.

Daniel Charles Gomes, Rev.

João Marcus da Silva Cabral, Rev.

Mauricio Melo de Meneses, Pb.

Leonardo Santana de Oliveira, Rev.

Valdeci da Silva Santos, Rev.

Gilberto Pereira da Silva, Pb.

Hélio de Oliveira Silva, Rev.

Emilio Garofalo Neto, Rev.

Hernandes Dias Lopes, Rev.

Damocles Perroni Carvalho, Pb.

Denivaldo Bahia de Melo, Pb.

Carlos Roberto de Faria, Rev.

José Antonio da Silva Costa, Rev.

Jamil Francisco Ferreira, Rev.

Edvaldo Falsetti, Rev.

Joaquim Alves de Oliveira, Rev.

Adonias Costa da Silveira, Pb.

Jair de Almeida Júnior, Rev.

Marcos Lins, Rev.

Marcos André Marques, Rev.

----------------------------

Postado por apoio.presidente às 00:00

Um comentário:

Fazendo Diferente disse...

Valeu Rev. Marcos! Encontrei você. É uma alegria. Gostei do seu blog, muito bom.Continuo em Paulo Afonso. Visite meu Blog.Você seguir você.
Quanto a candidatura do Rev. Roberto, não é o meu candidato, porém, oro para que tudo ocorra dentro da perspectiva divina.
Rev. Cornélio

LinkWithin